sábado, 26 de março de 2011

As 10 melhores aparições de bandas de rock no Simpsons


#10 - Metallica
Mais metaleiro do que bom motorista, Otto guia tranqüilo seu ônibus escolar até se deparar com a miragem de uma de suas bandas favoritas pedindo ajuda na beira da estrada. Na dúvida se era alucinação ou não, o cabeludo desce do carro e arranja uma carona para o Metallica seguir sua turnê. Bart, porém, faz questão de destruir o sonho do motorista e rouba o ônibus antes do grupo embarcar. No final das contas, quem viaja com o Metallica é o velho Hans Holeman (que na verdade tem apenas 31 anos!).

#9 - Aerosmith
Antes de vir para o Brasil, Steven Tyler e sua trupe deram uma passadinha em Springfield para participar de alguns shows no novíssimo bar “Flaming Moe”. O grupo só subiu ao palco em troca de uma porção de calabresa oferecida por Moe, que até arrisca uma participação nos vocais durante a apresentação. Reparem que nem mesmo Ned Flanders escapa do rock poser.


#8 - The Who
Com toda certeza, o The Who fez o show mais rock & roll da história dos Simpsons. Regulando a distorção ao máximo, os britânicos destruíram as barreiras de Springfield em uma longa balada para os que viveram a década de 60. Episódio hilário que conta a divisão da cidade por conta de dois códigos telefônicos para a mesma área.


#7 - Ramones
Não é qualquer bandinha que toca no aniversário do milionário (e centenário) Senhor Burns. Sabendo disso mais do que ninguém, o fiel puxa-saco Smithers tem a difícil missão de reagrupar os Ramones para cantar um saudoso e punk “Parabéns a você” ao velhote.


#6 - Sting
Principal estrela de um bizarro coral, Sting aparece na versão Simpson para homenagear Timmy, o garoto que caiu no poço. O que os astros nem desconfiam é que os gritos no fundo do poço não passam de um gravador que Bart colocou para se divertir. Grande influência para as “pegadinhas” nacionais.


#5- White Stripes
Aqui, Bart se arrisca na bateria e faz uma paródia de “Hardest the Button to Button”, do White Stripes. Sua imitação não é muito bem vista pela baterista Meg White, que começa a perseguí-lo no mesmo estilo de “filmagem clonada” que acompanha o clip original. Breve, mas hilário.


4 - Smashing Pumpkins
Em um dos episódios mais cômicos da história dos Simpsons, o Smashing Pumpkins aparece para dar uma força moral a um Homer em crise existencial. O gordo chefe de família não está mais suportando o preço da fama que lhe chegou graças a sua habilidade de bloquear tiros de canhão com sua pança bem trabalhada. No Homerpalloza (festival de rock em homenagem ao astro), tratam a banda como “sons para jovens depressivos mexerem a cabeça”. Se ainda não assistiu, alugue ou veja o episódio inteiro na Internet, é de doer a barriga – com o perdão do trocadilho infame.



#3 - Barry White
A aparição de Barry White no mundo amarelo começa quando o prefeito de Springfield o anuncia como “Larry White” em praça pública. Após o momento hilário do discurso, ele encontra Bart e Lisa para uma jam session e, na porta da casa dos Simpsons, o trio grava um clipe com direito a efeitos de câmera e centenas de serpentes.


#2 - U2
Na época em que participou dos Simpsons, o U2 estava passando por uma grave crise de identidade, como podemos notar no vestuário que foram fielmente imitados no desenho. Bom, mas isso não tem importância alguma, ainda mais depois de assistir o Homer invadindo o show dos caras e tentando ganhar a atenção da platéia com uns passinhos de dança ridículos. Tem coisas que só os Simpsons fazem por você.


#1 - Elvis Costello, Mick Jagger, Keith Richards,
Lenny Kravitz, Brian Setzer e Tom Petty

A primeira posição fica, é claro, com o clássico episódio que reuniu um sexteto de estrelas da música internacional. Depois de participar de um vergonhoso programa de televisão, Homer ganha um prêmio para passar uma temporada no acampamento dos roqueiros Mick Jagger e Keith Richards, do Rolling Stones, Elvis Costello, Lenny Kravitz, Brian Setzer e Tom Petty, todos dublados com suas vozes originais.


Mangá brasileiro Holy Avenger, abertura do anime

video
Olha que barato! Pode não ter ficado como se espera de uma abertura de anime,
mas vale pela criatividade e iniciativa desta galera que se nota a voracidade de
fazer mangá no Brasil. A música e a letra são bem interessantes.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Batalha do Jenipapo

Batalha do Jenipapo, 13 de março de 1823